Buscar

Método 50-30-20: saiba como organizar suas finanças de maneira simples e eficiente.

Atualizado: 15 de mai.

Esta regra é boa justamente por ser simples. Ela ajuda a organizar a sua renda em categorias que permite gastar menos e guardar dinheiro de maneira mais fácil.



Fazer seu orçamento mensal não precisa ser tão difícil, nem tomar muitas horas do seu dia. Na verdade, a melhor maneira de organizar suas finanças é fazendo isto de forma simples. A regra do 50/30/20 é uma maneira clara de determinar como você deve empenhar o seu dinheiro mensalmente, separando em três categorias.


Com uma visão clara e simples das suas finanças é possível evitar gastos por impulso e direcionar melhor os seus gastos, além disso, ele aumenta significativamente a sua capacidade de guardar dinheiro, tudo isso sem precisar ficar anotando seus gastos exaustivamente.


Quantas vezes você já baixou um aplicativo de orçamento ou iniciou uma planilha de controle de gastos e abandonou no segundo mês de uso? A falta de tempo e de entendimento da estratégia faz com que se torne muito difícil manter consistência neste hábito e a regra 50/30/20 vem para resolver este problema.


O que é a regra 50/30/20?

A regra 50/30/20 é um método de orçamento fácil que pode te ajudar a gerenciar seu dinheiro de forma eficaz e muito simples. A regra básica é dividir sua renda líquida mensal em três categorias de gastos: 50% para necessidades, 30% para desejos e 20% para investimentos ou pagamento de dívidas.


Mantendo regularmente suas despesas equilibradas nessas principais áreas de gastos, você pode colocar seu dinheiro para trabalhar de forma mais eficiente. E com apenas três categorias principais para acompanhar, você pode economizar o tempo e o estresse de anotar cada gasto que você faz.


Uma pergunta que ouço muito quando se trata de orçamento é: "Por que não consigo economizar mais?" A regra 50/30/20 é uma ótima maneira de resolver esse enigma e construir maior resiliência nos seus hábitos financeiros. Além disso, ela irá facilitar o alcance de suas metas financeiras, seja economizando para realizar um sonho ou até mesmo para se livrar de uma dívida.


Como surgiu a regra 50/30/20?


A regra 30/30/20 é originária do livro de 2005, "All Your Worth: The Ultimate Lifetime Money Plan", escrito por Elizabeth Warren e sua filha, Amelia Warren Tyagi.


Referindo-se a mais de 20 anos de pesquisa, Warren e Tyagi concluem que você não precisa de um orçamento complicado para colocar suas finanças em dia. Tudo o que você precisa fazer é equilibrar seu dinheiro através de suas necessidades, desejos e metas de poupança usando a regra 50/30/20.



Como dominar o seu dinheiro com a regra 50/30/20


A regra 50/30/20 simplifica o orçamento dividindo seu rendimento líquido (após impostos e taxas) em apenas três categorias de gastos: necessidades, desejos e investimentos ou dívidas.

Saber exatamente quanto gastar em cada categoria tornará mais fácil manter seu orçamento, e ajudará a manter seus gastos sob controle. Este é um exemplo de como é um orçamento com a regra 50/30/20:

Gaste 50% do seu dinheiro em necessidades

Simplificando, as necessidades são despesas que você não pode evitar — pagamentos por todos os itens essenciais que seriam difíceis de viver sem. 50% de sua renda deve cobrir seus custos mais necessários.

As necessidades podem incluir:


1. Aluguel

2. Contas de luz e gás

3. Transporte

4. Seguros (para cuidados de saúde, carro ou animais de estimação)

5. Pagamentos de empréstimos

6. Mantimentos básicos e alimentação

Por exemplo, se sua renda mensal líquida for de R$ 2000, R$ 1000 devem ser alocados às suas necessidades.

Este orçamento pode mudar de uma pessoa para outra. Se você descobrir que suas necessidades somam muito mais de 50% da sua renda para casa, você pode ser capaz de fazer algumas mudanças para reduzir um pouco essas despesas. Isso pode ser tão simples quanto trocar para um provedor de internet mais barato, ou encontrar algumas novas maneiras de economizar dinheiro durante as compras de supermercado. Também pode significar mudanças mais profundas na vida, como procurar um estilo de vida mais barato.


Gaste 30% do seu dinheiro em desejos


Com 50% do seu rendimento líquido cuidando das suas necessidades mais básicas, 30% do seu rendimento pós-imposto pode ser usado para cobrir seus desejos. Os desejos são definidos como despesas não essenciais — coisas em que você escolhe gastar seu dinheiro, embora você possa viver sem elas se fosse preciso.

Estes podem incluir:

1. Jantando fora

2. Compras de roupas

3. Férias

4. Viagens

5. Assinaturas de entretenimento (Netflix, HBO, Amazon Prime)

6. Mantimentos (além do essencial)

Usando o mesmo exemplo de acima, se o seu rendimento mensal pós-imposto for de R$ 2000, você pode gastar R$ 600 para seus desejos. E se você descobrir que está gastando muito em seus desejos, vale a pena pensar em qual daqueles você poderia cortar.


Como um ponto de atenção, seguir a regra 50/30/20 não significa não poder aproveitar sua vida. Significa simplesmente estar mais consciente sobre seu dinheiro encontrando áreas em seu orçamento onde você está desnecessariamente gastos excessivos. Se você está confuso sobre se algo é uma necessidade ou um desejo, simplesmente pergunte a si mesmo: "Eu poderia viver sem isso?" Se a resposta for sim, isso é provavelmente um desejo.


Separe 20% do seu dinheiro para economias

Com 50% de sua renda mensal indo para suas necessidades e 30% alocados aos seus desejos, os 20% restantes podem ser colocados para atingir suas metas de investimentos, ou pagar quaisquer dívidas pendentes. Embora os pagamentos das parcelas sejam considerados necessidades, quaisquer pagamentos extras reduzem sua dívida existente e juros futuros, por isso são classificados como poupança.

Colocar de lado 20% do seu salário a cada mês pode ajudá-lo a construir um plano de poupança melhor e mais durável. Isso é verdade se seu objetivo final é construir uma Reserva de emergência, desenvolver um planejamento financeiro pessoal de longo prazo, ou até mesmo se preparar para o pagamento antecipado de um financiamento imobiliário.


E é impressionante a rapidez com que as economias podem crescer. Se você recebe R$ 2000 a cada mês, você pode colocar R$ 400 para suas metas de poupança. Em apenas um ano, você terá economizado quase R$ 5000.

Como aplicar a regra 50/30/20: um guia passo a passo


Então, como você realmente deve aplicar a regra 50/30/20? Para colocar essa regra de orçamento simples em ação, você terá que calcular a proporção 50/30/20 com base em sua renda e categorizar seus gastos. Veja como:

1. Calcule sua renda líquida

O primeiro passo para usar a regra orçamentária 50/30/20 é calcular seu rendimento pós-impostos. Se você é autônomo, seu rendimento pós-impostos será o que você ganha em um mês, menos suas despesas do negócio e o valor que você reservou para pagar os impostos.

Se você possui um salário fixo, isso será mais fácil. Dê uma olhada no seu contracheque para ver quanto entra em sua conta bancária a cada mês. Se o seu contracheque deduzir automaticamente pagamentos, como plano de saúde ou previdência privada, adicione-os de volta.


2. Categorize seus gastos do último mês


Para ter uma imagem verdadeira de onde seu dinheiro vai a cada mês, você precisará ver como e onde você gastou sua renda no último mês. Pegue uma cópia do seu extrato bancário nos últimos 30 dias ou simplesmente use o aplicativo “Guia Bolso” para isso. Ele classifica automaticamente todas as suas transações em categorias.


Agora, separe todas as suas despesas nas três categorias: necessidades, desejos e economias. Lembre-se, uma necessidade é uma despesa essencial que você não pode viver sem, como o aluguel. Uma vontade é um luxo adicional que você poderia viver sem, como jantar fora. E poupança são pagamentos adicionais de dívidas, contribuições de aposentadoria para o seu fundo de pensão, ou dinheiro que você está economizando para um dia chuvoso.


3. Avalie e ajuste seus gastos para caber na regra 50/30/20


Agora que você sabe quanto do seu dinheiro vai para suas necessidades, desejos e poupanças a cada mês, você pode começar a ajustar seu orçamento para corresponder à regra 50/30/20. A melhor maneira de fazer isso é avaliar quanto você gasta com seus desejos todos os meses.


De acordo com a regra 50/30/20, uma vontade não é extravagância — é uma gentileza básica que permite aproveitar a vida. Como reduzir suas necessidades pode ser uma tarefa complexa e desafiadora, é melhor descobrir qual dos seus desejos você pode reduzir para ficar dentro de 30% da sua renda. Quanto mais você reduzir os gastos com seus desejos, mais provável é que você seja capaz de atingir sua meta de poupança de 20%.



Torne a regra 50/30/20 mais simples com o apoio de um especialista

Métodos de orçamento podem ajudá-lo a se sentir mais tranquilo e no controle das suas finanças. Ter um planejador financeiro ao seu lado irá te dar mais confiança para organizar sua vida financeira e tomar melhores decisões com o dinheiro. Além de saber como você gata o seu dinheiro, é fundamental saber como investir, para proteger seu patrimônio da inflação que corrói seu poder de compra ao longo dos anos.


Fale com um de nossos planejadores financeiros e organize as suas finanças.




65 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo