top of page
Buscar

A importância da reserva de emergência e onde investir?

Atualizado: 5 de ago. de 2021


Sinto que estou perdendo oportunidades investindo na reserva de emergência, devo manter essa aplicação?

Sim, todos nós precisamos da reserva de emergência ou reserva de segurança. E nesse texto vou contar os motivos pelos quais você deveria manter a sua reserva separada das aplicações e por que temos essa sensação de perda de oportunidade.


O que é a reserva de emergência?


A reserva de emergência consiste em investir no mínimo 6 e no máximo 12 meses da sua renda ou despesas mensais em um investimento de renda fixa conservadora com disponibilidade imediata para resgate.


Por exemplo, uma pessoa que tenha despesas de R$ 5.000,00 mensais teria que guardar R$ 30.000,00 (R$ 5.000,00 x 6) na reserva de emergência.


Onde investir?

Geralmente o produto mais indicado para este investimento é o tesouro SELIC ou fundos DI pós fixados com baixo risco e alta liquidez.


Isso porque o tesouro selic é tido como o investimento mais seguro da nossa economia, já que o governo tem o que chamamos de risco soberano, ou seja, ele sempre vai poder emitir moeda para pagar seus credores.


Com a Selic na mínima histórica fica claro que ninguém vai ficar rico investido em produtos desta natureza, mas é importante compreender que segurança e liquidez também tem um preço. O objetivo da reserva de emergência não é ser lucrativa, e sim, se tornar um colchão de segurança que vai te ajudar em momentos inesperados.


Características da reserva de emergência


  • Baixo risco de crédito: risco de calote;

  • Liquidez imediata: poder resgatar quando quiser;

  • Baixa volatilidade: oscilações de preço;

  • Instituições sólidas e fiscalizadas pela CVM;


Proteção contra incertezas


Considero que o principal motivo para ter esta aplicação separada dos seus demais investimentos está relacionado às incertezas, tanto da vida quanto do mercado financeiro.


Falando de incertezas da vida, muita coisa pode acontecer no período de um ano. Quem antes imaginou que teríamos uma pandemia de escalas globais que afetaria a vida de milhões de pessoas? Ninguém.


  • Sei que a pandemia foi um caso extremo, mas quais as chances de você perder o seu emprego?

  • Ter um problema de saúde durante esse período de desemprego, ou até mesmo uma doença cujo tratamento não seja coberto pelo seu plano de saúde?


Tenha certeza que o seu banco está torcendo para você não ter uma reserva de emergência, e ter que precisar de um empréstimo.


Além disso, existem coisas na vida que não podem esperar um ou dois dias para serem resolvidas. Como, por exemplo, uma emergência de saúde.


No curto prazo o mercado é imprevisível


Já a incerteza de mercado está relacionada a natureza das aplicações de renda variável (ações, Fundos imobiliário) como o nome mesmo diz a renda variável varia, tanto pra cima quanto pra baixo. Quanto menor o prazo da aplicação maior o risco de perda.


Como você se sentiria se amanhã a bolsa caísse 50% e você perdesse metade do seu dinheiro, por um período de 5 anos?


Sim, isso pode acontecer, inclusive já aconteceu em muitos outros momentos na história. Por isso, o prazo recomendado para investimento em ações é de no mínimo 10 anos, no curto prazo tudo pode acontecer.


Em uma situação de extrema necessidade, você teria que vender seus investimentos de qualquer maneira, mesmo que eles sejam muitos bons, para poder arcar com uma emergência. Independente se sua estratégia de investimentos é boa ou ruim, algumas vezes o mercado cai sem nenhum motivo aparente.


Cuidado com o FOMO


Por fim, o que faz com que você queira pular etapas nos investimentos e ir direto para a renda variável?


Essa sensação de que estamos perdendo oportunidades é uma falha da nossa mente conhecida como FOMO (fear of missing out), em português significa medo de ficar de fora.

Ele já foi estudado e retratado em diversas ocasiões pelo prêmio Nobel de economia, o psicólogo Daniel Kahneman e seu colega de trabalho Amos Tversky.


Esse gatilho faz com que você sinta uma enorme ansiedade e que queira pular etapas, se arriscando, muitas vezes em aplicações que você não conhece por medo de perder a grande oportunidade.


Saiba que a grande oportunidade única não existe no mercado financeiro, temos uma economia cíclica com dezenas de milhares de investimentos diferentes, e a todo momento esta roda gira, fazendo com que alguns ativos se desvalorizem e outros se valorizem.


Sendo assim, a única oportunidade que existe nos investimentos é se preparar, diversificar e ter tranquilidade para viver em paz e realizar os seus objetivos. Por isso, diversifique seus investimentos, controle suas emoções e mantenha a sua reserva de emergência segura e disponível para quando for preciso.





83 visualizações0 comentário
bottom of page